Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Hall Paxis

Integrada na rede nacional Hall, esta imobiliária atua em todo o distrito de Beja.

Hall Paxis

Integrada na rede nacional Hall, esta imobiliária atua em todo o distrito de Beja.

Beja: Índice de qualidade da água é de 99,5%

No Dia Mundial da Água conversamos com Alexandre Leal, administrador executivo da EMAS - Empresa Municipal de Água e Saneamento. Nesta conversa, Alexandre Leal diz-nos que a qualidade da água fornecida em Beja é boa e que não se prevêem dificuldades de fornecimento durante o verão.
Aproveitando o mote da Organização das Nações Unidas para as comemorações deste ano do Dia Mundial da Água “Why Waste Water” - “Porquê desperdiçar água”, Alexandre Leal fala-nos das obras em curso na rede pública que visam acabar com as perdas de água e deixa-nos algumas dicas para evitar o desperdício doméstico.

 

alexandre leal.jpg

A  EMAS tem em curso a execução de um Plano Estratégico do Município para Requalificação Global das Redes de Águas. Pode apresentar-nos, em  linhas gerais, os objetivos deste Plano bem como o orçamento global com vista à execução desta estratégia?

A EMAS realizou em 2014 o levantamento das necessidades de renovação das redes de água do concelho de Beja, com o objetivo de reduzir as perdas de água, mas ao mesmo tempo melhorar a qualidade do serviço colocado à disposição da população do concelho de Beja. Para tal foi analisado o histórico de intervenções de manutenção realizadas nas redes de águas, água residual doméstica e pluvial, e avaliado o comportamento das redes com base nos modelos hidráulicos desenvolvidos.
Com o cruzamento desta informação foi desenvolvido o Plano Estratégico de renovação das redes de águas do concelho, que se prevê que se desenvolva até ao ano 2020. Nos primeiros anos do Plano foi dada prioridade às situações que apresentavam maiores problemas, tendo para o efeito sido lançadas uma série de empreitadas e realizado um conjunto de obras por administração direta que atualmente perfazem um investimento total de aproximadamente 3.000.000,00€, sendo que que até 2020, se prevê que o investimento total necessário possa atingir 6.000.000,00€. 

Deste Plano Estratégio o que é que já está executado ou em execução? E qual é a estimativa, ao nível de prazos, para a sua conclusão?

Já se encontra executado um conjunto de intervenções um pouco por todo o concelho, donde se destacam, pela sua dimensão:
- Renovação das redes de águas do Bairro do Pelame;
- Renovação das redes de águas da ZA4 - Beja (Rua Heróis Dádra; Rua Frei Amador Arrais; Rua 25 de Abril e Rua 5 de outubro);
- Renovação da rede de água da Rua Fernando Namora - Beja;
- Ligação da rede de água do Bairro das Flores à rede de água da cidade;
- Renovação da rede de águas da Rua Nova - Salvada;
- Renovação da rede de água da Rua das Eiras - Trigaches;
- Renovação da rede de água da Rua da Vinha - Baleizão;
- Renovação da rede de água da Rua Frei Manuel do Cenáculo - Beja
- Renovação da rede de água da Rua doa Açores - Beja;
- Substituição de ramais de água da Urbanização dos Moinhos de Santa Maria - Beja;
- Substituição de Ramais na Rua das Eiras - Santa Vitória;
Neste momento estão em execução as seguintes intervenções:
- Renovação das redes de águas do Bairro da Apareça e Bairro Social (Previsão de conclusão - Maio de 2017);
- Renovação das redes de águas do Bairro da Esperança (Previsão de conclusão - Junho de 2017);
- Renovação da rede de águas de Albernoa - 1ª fase (Previsão de conclusão - Abril de 2017);
- Renovação da rede de águas da Cabeça Gorda (previsão de conclusão - Maio de 2017);
- Renovação da rede águas do Bairro das Alcaçarias (Previsão de conclusão - Julho 2017);
Para o mês de abril está previsto que se inicie:
- Renovação da rede de águas da Rua Nova - Trigaches;
- Renovação da rede de águas da Rua do Paço - Mombeja

O concelho de Beja é abastecido a partir da Barragem do Roxo. Com o inverno a terminar já é possível  prever que não existirão problemas de escassez de água durante este ano?

Os últimos anos têm-se revelado secos sob o ponto de vista meteorológico, facto que tem implicações diretas no volume de água armazenado na barragem do Roxo, principal origem de água de abastecimento do concelho de Beja. 
Atualmente a barragem tem um nível de armazenamento de aproximadamente 15.000.000 m3, o que corresponde a cerca de 16% da sua capacidade total. 
Com a ligação da rede de água da EDIA à barragem do Roxo, os problemas de escassez que há uns anos, sempre que estávamos perante um fenómenos de seca, colocavam em risco o abastecimento de água ao concelho de Beja, estão ultrapassados, contudo cabe à entidade que atualmente explora a Estação de Tratamento de água do Roxo, empresa Águas Públicas do Alentejo, tomar a decisão de reforçar a água disponível na albufeira, sendo que a EMAS tem feito todos os esforços para que a AgdA tome todas as medidas necessárias para garantir o abastecimento de água, quer no respeita à sua quantidade, mas também à qualidade.

A EMAS procede regularmente  a análises à qualidade da água fornecida pela rede pública no concelho. O que nos dizem essas análises ao nível da qualidade?

A EMAS tem implementado um programa de controlo de qualidade da água bastante exaustivo , que nos permite controlar de forma eficiente a qualidade da água que é distribuída em todo o concelho.
Atualmente a EMAS apresenta um índice de qualidade da água de 99,5%, o que de acordo com os indicadores da Entidade Reguladora de águas e Resíduos, lhe dá uma classificação de “Boa”.

No Dia Mundial da Água seria interessante fazer alguma pedagogia. Pode deixar-nos algumas dicas simples que todos devemos adoptar nas nossas residências ou nos nossos locais de trabalho com vista à poupança de água?

Deve estar presente sempre no nosso dia a dia que devemos utilizar a água, recurso indispensável para a nossa vida, de forma eficiente e sustentada, adoptando medidas que protejam o ambiente, nomeadamente os meios hídricos receptores.
O tema definido pela Organização das Nações Unidas para as comemorações deste ano do dia Mundial da Água é “Why Waste Water” - “Porquê desperdiçar água”, pelo que as dicas que queremos deixar, conjuntamente com todas as outras que dizem respeito à redução de consumos, dizem respeito à proteção dos recursos hídricos:
- Evite deitar para o esgoto óleos alimentares e reagentes químicos;
- Reutilize água;
- Evite regar nas horas de maior calor;
- Evite os banhos de imersão;
- Utilize autoclismos de descarga deduzida;
- Utilize os equipamentos de lavagem de roupa e loiça com carga máxima;
Poderá encontrar mais dicas em www.emas-beja.pt

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D