Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Hall Paxis

Integrada na rede nacional Hall, esta imobiliária atua em todo o distrito de Beja.

Hall Paxis

Integrada na rede nacional Hall, esta imobiliária atua em todo o distrito de Beja.

Beja Romana

beja romana.jpg

 

À Pax Julia já chegou o Imperador César Augusto que visita a Urbe.

São 3 dias onde se revive a grandeza e imponência de Pax Julia, fundada por Augusto, algures entre os anos 25 e 15 do séc. I a.C. 

Beja está trajada a rigor para receber, por estes dias, no Centro Histórico da cidade, esta grande festa que apresenta este ano algumas novidades.

Nesta 3ª edição, propomos o primeiro concurso de fotografia com o tema “III Beja Romana – Património e Vivências de Pax-Júlia”, que tem como objetivo divulgar e sensibilizar para a importância do mundo romano expressa na grandeza e imponência de Pax Júlia, e no contributo para o património histórico da cidade de Beja, incentivando a sua fruição e preservação, através do registo fotográfico da III Beja Romana.

Por outro lado, duplicou o número de participantes inscritos no “mercado romano”, em todas as áreas e verifica-se um crescimento substancial no envolvimento das escolas  e do movimento associativo, que colabora ativamente na programação deste III festival.

Também novidade este ano, temos teatro, a peça “A Consolação da Filosofia” dos Arte Pública, e outras peças de rua, e ainda um colóquio “Conversa com Vinho”, co‑organizado com a ACV – Produção e Comércio de Vinho de Talha, Lda. 

Os alunos do 2º e 3º ciclos da Escola Mário Beirão, apresentam-nos hoje de manhã "Beja no Tempo dos Romanos" em várias estações (Castelo - Praça da República - Rua dos Infantes - Museu Regional de Beja - Núcleo Museológico do Sembrano) .

Pelas 10h30, temos o cortejo de Abertura da Beja Romana - PROCESSIO FLORENTEM MAYA - onde se esperammuitas crianças e jovens, das escolas do concelho, cerca de 500 ao todo, e também munícipes que, por sua iniciativa, se juntam a este momento,  tornando o cortejo de abertura da Beja Romana, nesta manhã de sexta, ainda mais participado, contando com cerca de 700 “figurantes”. O cortejo sai da Escola D. Manuel I e chega à Praça da República, palco principal das atividades no fim de semana.

Assim, na Praça da República e zonas envolventes, está montado um acampamento, recreando a quotidiano daépoca romana onde poderemos encontrar diversas atividades: Música e dança, Rituais de purificação, contos, Rábulas, Personagens e Estórias Itinerárias, não faltarão durante todo o evento.

Hoje, pelas 17h30 teremos o cortejo PROCESSIO MUSICORUM, a Abertura do Mercado Romano com arruada de grupos musicais e malabarismo, pastores com bombose, flautas que irão percorrer o centro histórico da cidade.

A partir das 19h00, haverá Teatro, Música, Exposições Vivas, Gladiadores, Veneração aos Deuses, Rituais de Oferenda aos Deuses do Olimpo. Ao longo da noite, poderá assistir a diversas peças teatrais, um espetáculo de comédia às 23H00, e pela meia-noite, A Forja de Vulcano, mostra-nos um Espetáculo mitológico com gladiadores, estátuas vivas, dança, fogo, malabares, canto e pirotecnia de solo.

Os cortejos, outro dos momentos altos do programa terão lugar, também, no fim de semana com partida da Praça da República, no sábado, pelas 11h00 , e mais tarde pelas 17h30, e no domingo, pelas 16h30. 

O Triunfo do General’ é o tema proposta para esta edição da Beja Romana e surge, tal como nas anteriores edições, sob proposta da organização conjunta do Município e da Escola D. Manuel I.

Corria o Século I a .C., quando Quinto Sertório (General), à frente de um valeroso exército, celebrou triunfante as suas vitórias sobre os territórios da Lusitânia, na cidade à qual Júlio César viria a atribuir o nome de Pax Júlia (hoje cidade de Beja). É este acontecimento que se pretende recriar este ano, na Beja Romana, com um programa de 3 dias, repleto de atividades, música, cortejos com cavalos, mercado, falcoaria, acepipes e espetáculos de fogo, onde todos poderemos brindar a esta festa.

Na Praça da República, epicentro da Beja Romana, teremos um ambiente de festa, de alegria, de encontro e partilha de momentos com a envolvência e recriação de tempos romanos, mas que possibilitam vivências atuais, com referências a outros tempos e com importância histórica enorme para a nossa cidade. Será um espaço e um tempo para conhecer, reencontrar e conviver.

Durante três dias poderão ser apreciadas as iguarias da época romana, recriadas, na zona de acepipes e petiscos, onde certamente todos poderemos brindar a esta festa.

 

Sugerimos que  consulte o sítio oficial do  evento em  http://www.bejaromana.pt/  

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D