Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Hall Paxis

Integrada na rede nacional Hall, esta imobiliária atua em todo o distrito de Beja.

Hall Paxis

Integrada na rede nacional Hall, esta imobiliária atua em todo o distrito de Beja.

Maria Helena Palma * Diretora de Agência/Broker

Lena perfil.jpg

O nosso foco são as pessoas! Conhecemos o nosso cliente pelo nome!

A diretora da Hall Paxis, licenciada pelo ISLA, é detentora de uma carreira de 28 anos na área da banca comercial. Após a reforma ingressou no ramo imobiliário, muito pela “necessidade de continuar a ter atividade profissional”.

Antes de avançar para o projeto Hall na região de Beja, Maria Helena Palma desempenhou funções de gestora de crédito à habitação na Remax Today e foi ainda responsável pela gestão de uma outra marca imobiliária na cidade.

Após três anos de experiência no ramo imobiliário, foi-lhe feita uma primeira abordagem para lançar em Beja uma delegação da Hall Portugal. “O negócio, puro e duro da venda de casas é igual em todo o lado, mas a Hall mostrou-me que é possível ter uma outra postura perante os clientes.” A diretora da loja de Beja prossegue a identificação do ADN da Hall Paxis afirmando: “O nosso foco são as pessoas e fazemos uma grande aposta nas relações interpessoais, nós conhecemos os nossos clientes pelo nome, sabemos como se chama a esposa ou o marido, quantos filhos têm… É uma relação pessoal e de muita confiança”.

A Hall Paxis esforça-se diariamente para quebrar a imagem do consultor imobiliário que mais não é do que “um vendilhão de casas”. “Queremos quebrar com essa imagem, não estamos aqui para vender a todo o custo”, sublinha Maria Helena Palma.

Na cidade de Beja a loja abriu portas em plena crise, situação que afetou em muito o ramo do imobiliário. Mas ainda assim, a Hall Paxis regista um crescimento sustentável e hoje é já uma imobiliária reconhecida na região. “Soubemos crescer, estabelecendo várias parcerias e apostámos na criação de uma importante rede de contactos”, refere-nos a diretora da Hall Paxis. “Conseguimos estabelecer protocolos com as entidades bancárias para comercializar os imóveis da banca, relacionamo-nos muito bem com engenheiros e arquitetos que nos dão informação e nos ajudam a alargar a nossa carteira de clientes”.

Interpelada sobre as expectativas para este novo ano que agora está a começar, o qual é marcado por uma grande aposta no reforço da comunicação para o exterior por parte da empresa, Maria Helena Palma diz acreditar que estamos a iniciar “uma fase de crescimento sustentado”. A procura de casa está a aumentar e os bancos começam a dar mais resposta aos pedidos de financiamento feitos pelas famílias.

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D